PROTOCOLO RTR – Você sabe do que se trata?

//PROTOCOLO RTR – Você sabe do que se trata?

PROTOCOLO RTR – Você sabe do que se trata?

Durante todos esses anos de prática (e também de Tactical Room) acompanhando o crescimento do esporte, podemos constatar a importância que os jogadores dão aos seus equipamentos: molas mais potentes, motores mais velozes, canos com maior precisão, aumento do alcance efetivo do disparo…

Sim, compreendemos que todos os fatores citados acima influenciam o todo, mas, e quando os aspectos técnicos e táticos relacionados à conduta são postos de lado, será que essas alterações (por si só) farão a diferença e o resultado desejado alcançado?

Como não temos a resposta precisa para este questionamento, continuaremos a produzir material cujo foco seja voltado aos jogadores do que, propriamente, aos equipamentos, afinal, como diz um dos nossos “tactical gurus” gringos, Travis Haley: “Be a thinker before a shooter“.

REAÇÃO AO CONTATO INIMIGO:

A pior coisa que pode acontecer ao jogador (e sua equipe) durante a partida, é ser plotado pelo inimigo e receber diretamente fogo do mesmo. Temos, nesse cenário, uma grande vantagem adversária, afinal, o mesmo ao plotar (e agir) primeiro contra a equipe adversária, trará para si a vantagem do combate (ver V.I.D.A).

E quando isso acontece, o que fazer? Quais ações tomar para reduzir e, quem sabe, retomar para si a vantagem do combate? Dentre as diversas opções de técnicas (contra emboscada), existe um protocolo que ao ser adotado proporcionará um “gap” (lacuna) em que você e sua equipe poderão dispor para tentar equalizar (quiçá reverter) a desvantagem.

PROTOCOLO RTR: Return Fire / Take Cover / Return Appropriate Fire

  • Return Fire (retorne fogo)Alguns devem ter estranhado este primeiro passo do protocolo, afinal, não seria melhor encontrar logo um abrigo e correr até ele? A resposta é sim, contudo, caso não exista abrigo tão próximo, o que fazer? ATIRE!Busque no terreno o local (ou provável local) de onde vieram os disparos (caso haja alguém ferido, deixe-o lá, este não é o momento para a realização do “socorro médico”) e dispare naquela direção!Compreenda que neste primeiro passo do protocolo, você não deverá se preocupar em disparar de forma certeira (local exato) de onde está a ameaça, pois você provavelmente não sabe! Apenas dispare alguns tiros; poucos, não é para descarregar todas as bolinhas do seu magazine!Esta ação além de gerar dúvida ao adversário (“será que eles me viram após meu disparo?”) lhe dará tempo para partir para o próximo passo do protocolo, que é…
  • Take Cover (abrigue-se!)Se você nos acompanha há algum tempo, temos a certeza que já sabe a diferença entre COBERTURA e ABRIGO, entretanto, caso seja novo por aqui, vamos a uma explicação básica:
  1. Abrigo – todo material que é capaz de lhe proteger dos disparos inimigos (chapas de madeira, concreto, metal, vidro, plásticos grossos, troncos de árvores, dentre outros).
  2. Cobertura – todo material que é capaz de lhe proteger da visualização inimiga (chapas de madeira, concreto, metal, vidro escuro,  plásticos grossos, troncos de árvores, camuflagem, plantas, dentre outros).Obs (1).: No nosso esporte, a máxima: “todo abrigo é uma cobertura” não se aplica como verdade absoluta, pois temos o caso dos vidros (em geral), que mesmos translúcidos (ou seja, não ocultam o jogador visualmente) são capazes de param os disparos de airsoft.
  • Após essa breve e concisa explanação, vamos destacar mais um ponto relevante (antes de irmos ao tema do tópico) que o jogador deverá internalizar e trazer consigo, que é: leitura constante do terreno!Ao deslocar-se pelo terreno de jogo (principalmente se estiver adentrado na chamada zona quente e/ou vermelha) o jogador deverá ter em mente o seguinte questionamento: “se eu for emboscado agora, onde está o abrigo mais próximo e viável? Para qual direção farei meu lanço?”. Isso é fundamental para que o todo o protocolo RTR “rode” de forma orgânica e fluida.Parece difícil de início, mas quer uma boa notícia? Isso é TREINÁVEL! 😉Pronto, contextualizado os pontos acima, vamos ao tópico “ABRIGUE-SE*!”.Tão logo você termine a primeira parte do protocolo (“return fire”) parta para o abrigo mais próximo / viável da melhor forma (correndo, rastejando, pulando algum obstáculo que esteja impedindo sua passagem) possível. Caso não exista abrigo algum, reduza ao máximo a silhueta (deite-se)!

    *Obs (2).: Lembre-se que o abrigo que você optou deverá estar o mais próximo possível e, sobremaneira, deverá ser viável! De nada adiantará ter uma manilha de concreto próximo, se para chegar até lá você precise atravessar o leito de um riacho! Você demorará muito! É melhor optar pelo tronco grosso de uma árvore, que mesmo que esteja um pouco mais longe, proporcionará uma tomada de abrigo de uma forma mais veloz.

    Uma vez abrigado (protegido, de fato), é hora de realizar alguns procedimentos que visam trazer consciência situacional para você e demais da equipe, por isso isso deixamos nos links abaixo conteúdo que já tratamos anteriormente aqui no TR.

    Vale lembrar que agora você dispõe de algum tempo para agir proativamente (realizar troca de magazines, saber como andam os demais da equipe, comunicar-se e planejar qual será o próximo passo.

    “SEARCH AND ASSESS” – Clique ao lado e leia nossa matéria sobre este tema, ela tem conexão direta com o que estamos tratando neste texto.

    “COMUNIQUE-SE” – Clique ao lado e leia nossa matéria sobre este tema, ela tem conexão direta com o que estamos tratando neste texto.

    RECARGA TÁTICA” – Clique ao lado e leia nossa matéria sobre este tema, ela tem conexão direta com o que estamos tratando neste texto.

    “TC3 NO AIRSOFT” – Clique ao lado e leia nossa matéria sobre este tema, ela tem conexão direta com o que estamos tratando neste texto.

By | 2018-01-28T23:06:06+00:00 dezembro 10th, 2017|2 Comments

About the Author:

2 Comments

  1. ANDERSON LUIS DE MOURA CHAVES 12 de dezembro de 2017 at 16:41 - Reply

    Excelente texto. Bastante informativo e proveitoso.

  2. Vinicius de O. Moraes 11 de dezembro de 2017 at 14:32 - Reply

    Como sempre muito bom.
    A cena do Sniper americano é legal mas acho que de repente esse trecho exemplifica melhor https://youtu.be/liJumUb-sxQ?t=262

    abraços

Leave A Comment