MORALE PATCH – Você sabe o que é?

//MORALE PATCH – Você sabe o que é?

MORALE PATCH – Você sabe o que é?

O AS cresceu, e com ele surgiram -naturalmente- diversas equipes que logo se estruturaram, criando para si (através dos seus símbolos) uma identidade visual única. São caveiras, animais, insetos, armas e todo tipo de “coisa / objeto” que são usadas com objetivo de representar (graficamente) a filosofia daquele determinado grupo.

Mas, e se além do patch da equipe, você quiser utilizar algo que tenha a ver diretamente com você mesmo, algo pessoal, o que fazer?

Obs.: Nós mesmos, do Tactical Room, temos nossa logo e sua heráldica (não conhece? leia aqui em “Quem Somos”) e acreditamos que ela nos representa muito bem; nossos ideais e valores.

  • MORALE PATCH – UM POUCO DE HISTÓRIA

Antes da Primeira Guerra Mundial, os uniformes militares norte-americanos não tinham identificação, apenas o “ranking” da patente, exibida nas mangas dos soldados. Embora os chapéus (“caps”) da era da Guerra Civil fizessem uma identificação de divisão, havia poucas maneiras de identificar o soldado de um comando / squad /e/ou grupo específico.

Tudo mudou durante a Primeira Guerra Mundial, quando os Wildcats (da 81st do Exército dos Estados Unidos) utilizaram formalmente um patch para honrar e representar sua própria divisão.

1_b

Tal uso foi aprovado e logo foi ordenado para que todas as demais divisões criassem e usassem patches que designassem e representassem sua divisão/ unidade. O mais famoso dessa época foi o patch criado pela 1ª Divisão do Exército dos EUA, o “Big Red 1“, atualmente a insígnia mais antiga (para qualquer divisão) das forças norte-americanas.

shoulderpatch1

Após isso, o famosíssimo emblema da “Águia gritando” (do 101st Airborne) foi criado, usando o mascote da cabeça de águia “Old Abe”, do Regimento de infantaria de Wisconsin.
Durante a Segunda Guerra Mundial, os morale patches foram amplamente promovidos, acrescentando um sentido único de identificação para as unidades que serviam no campo de batalha.

Já o Conflito do Vietnã introduziu patches não oficiais, que eram feitos muita das vezes feitos à mão, indicando a participação em determinadas batalhas, unidades não oficiais ou associações (irmandades) que estavam dentro da própria unidade.

De símbolos de paz & amor passando por crânios em “cartões de morte” presos os capacetes, tais patches eram utilizados para trazer  – de alguma forma – um pouco de individualidade / personalidade ao uniforme do combatente. Há, inclusive, evidências de alguns feitos exclusivamente à mão (desenhados) para grupos de operações especiais que não possuíam comandos formais e agiam em “black ops”.

vietnam-war-helmet-graffiti

Interessante percebermos que este costume não estava preso exclusivamente aos soldados “de solo”, mas também aos das demais forças.b-24-sleepy-time-gal-nose-art

  • MORALE PATCH NA ATUALIDADE

Atualmente, os morale patche estão largamente difundidos entre as forças armadas e policiais. Há uma grande variedade e flexibilidade em sua utilização, tornando-se – inclusive – parte da indumentária do operacional que dele o utiliza.

Além disso, os temas não se restringem mais apenas as forças militares, mas sim a uma enormidade de diversificados temas, tais como: esporte, cultura pop, demais forças, dentre outros, que podem ser são afixados em roupas e equipamentos através de velcros, permitindo que sejam aplicados e removidos com facilidade quando necessário.

O morale patch tem, ainda, uma finalidade singela (mas muito interessante), que é: ser utilizado como forma de alívio do stress. Através da “identificação” do mesmo, os soldados de diferentes unidades podem iniciar uma conversa amistosa entre si, proporcionando momentos bem-vindos no dia a dia estressante das operações de combate.

EXEMPLOS:

Na foto abaixo, o Ten. Michael Murphy exibe o patch dos bombeiros de NY, símbolo que o acompanhava a cada missão.

050628-N-0000X-005

0_0_0_0_497_359_csupload_36748531

Soldado americano utilizando patch da empresa ITS TACTICAL.

modern-day-military-morale-patches-1

A utilização está culturalmente tão arraigada, que até mesmo em jogos eletrônicos modernos de combate (como o Tom Clancy´s Ghost Recon Wildland, para PC, PS4 e Xbox One) permite ao jogador customizar seu personagem, incluindo os mais diversos tipos de modelos de morale patches.

ghost-recon-wildlands-independence-day-pack-3

  • E NO AIRSOFT?

No AS é tudo muito mais simples: desde que você respeite as regras de sua equipe (caso existam diretrizes relacionadas ao tema) da qual faz parte, o MP é sempre uma forma divertida e criativa de personalizar e trazer customização ao próprio equipamento.

E você, usa algum morale patch?

FONTES:
https://www.itstactical.com/centcom/news/exploring-the-military-history-and-symbolism-of-morale-patches/
https://fbombgear.com/pages/morale-patches

TACTICAL ROOM
Dinamismo I Integridade I Mentalidade

O AS cresceu, e com ele surgiram -naturalmente- diversas equipes que logo se estruturaram, criando para si (através dos seus símbolos) uma identidade visual única. São caveiras, animais, insetos, armas e todo tipo de “coisa / objeto” que são usadas com objetivo de representar (graficamente) a filosofia daquele determinado grupo.

Mas, e se além do patch da equipe, você quiser utilizar algo que tenha a ver diretamente com você mesmo, algo pessoal, o que fazer?

Obs.: Nós mesmos, do Tactical Room, temos nossa logo e sua heráldica (não conhece? leia aqui em “Quem Somos”) e acreditamos que ela nos representa muito bem; nossos ideais e valores.

MORALE PATCH – UM POUCO DE HISTÓRIA

Antes da Primeira Guerra Mundial, os uniformes militares norte-americanos não tinham identificação, apenas o “ranking” da patente, exibida nas mangas dos soldados. Embora os chapéus (“caps”) da era da Guerra Civil fizessem uma identificação de divisão, havia poucas maneiras de identificar o soldado de um comando / squad /e/ou grupo específico.

Tudo mudou durante a Primeira Guerra Mundial, quando os Wildcats (da 81st do Exército dos Estados Unidos) utilizaram formalmente um patch para honrar e representar sua própria divisão.

Tal uso foi aprovado e logo foi ordenado para que todas as demais divisões criassem e usassem patches que designassem e representassem sua divisão/ unidade. O mais famoso dessa época foi o patch criado pela 1ª Divisão do Exército dos EUA, o “Big Red 1“, atualmente a insígnia mais antiga (para qualquer divisão) das forças norte-americanas.

By | 2018-01-28T23:34:02+00:00 novembro 24th, 2017|2 Comments

About the Author:

2 Comments

  1. Leonardo Macêdo ( TATU) 25 de novembro de 2017 at 02:56 - Reply

    Bacana demais, sou leitor assíduo, mas comento pouco pois sempre vejo nos intervalos do trabalho. Acredito que no AS é marca registrada, alguns comentem excessos em adquirir inúmeros, mas acho bacana a troca como forma de amizade! AVANTE!!!

    • admin 10 de dezembro de 2017 at 14:17 - Reply

      Obrigado pelas considerações, Leonardo!
      Vem muito mais por ai!

      Forte abraço!

      Equipe TR.

Leave A Comment