“HOME DEFENSE – REGRA #1: NINGUÉM VIRÁ SALVÁ-LO”

//“HOME DEFENSE – REGRA #1: NINGUÉM VIRÁ SALVÁ-LO”

“HOME DEFENSE – REGRA #1: NINGUÉM VIRÁ SALVÁ-LO”

Hop!

Moçada, sei que este espaço é 100% direcionado ao AS; contudo, tomarei a liberdade (se me permitem) em escrever sobre o HOME DEFENSE, curso realizado pela ETC (Esperandio Tactical Concept), nos dias 16 e 17 de junho na cidade de Blumenau.

Pra mim, escrever sobre o curso é ter o privilégio em revisitar momentos singulares que ficaram (e ficarão) marcados na memória. De fato, experiência única nas 24 horas non stop em que o curso aconteceu.

Antes de tudo, vale o esclarecimento sobre o curso e este post: nestes mais de 10 dias transcorridos da realização do mesmo, refleti sobre quão imparcial deveria ser, afinal, tive como professores / instrutores verdadeiros amigos e pessoas por quem nutro enorme admiração, respeito e carinho (e tudo isso poderia impactar no final). Após refletir (mesmo!), decidi: FODA-SE a imparcialidade, serei parcial, contudo honesto – comigo, com os demais do corpo discente e, claro, com o corpo docente.

Isto posto, caro amigo e leitor, sinto-me honestamente aliviado para expor – definitivamente – minhas mais profundas e sinceras considerações acerca do primeiro Home Defense realizado pela ETC.

****LOBOS, CÃES PASTORES & OVELHAS****

O conceito é batido, válido e continua atual.
Infelizmente, em nosso país, tudo conspira para que sejamos eternas ovelhas aguardando as investidas (mais violentas e implacáveis) dos lobos. Estamos cansados. Eu, você e todos os demais cidadãos de bem desta pocilga chamada Brasil.

Lideramos o lamentável ranking no que diz respeito ao número absoluto de homicídios do planeta (leia aqui para notícia completa) e os governantes continuam nos negando o direito à legítima defesa armada, com burocracias absurdas implementadas e argumentos pífios que – em países sérios – jamais se sustentariam.

Então, o que fazer frente a esta verdadeira tempestade de absurdos? Ficar à mercê desta patifaria ou buscar conhecimentos para que – caso sejam necessários – possam ser utilizados em prol da nossa proteção, da nossa família e de outros cidadãos de bem?

É ai – justamente ai – que o HOME DEFENSE se encaixa: ele traz oportunidade ao cidadão (participante ou não da segurança pública)  aprender técnicas, táticas e procedimentos eficazes que, postos em prática, poderão literalmente salvá-lo! Até onde meu parco conhecimento vai, esta é uma iniciativa inédita em nosso país!

 

13708258_683978398418955_4729067844672565974_o

 

Estaríamos, finalmente, colocando a cabeça fora d´água e abrindo os olhos para a realidade nua e crua? Se a resposta depender da ETC, dos seus professores, dos alunos e admiradores desta verdadeira escola, a resposta é SIM, ESTAMOS! HURRA!

****SOU O CAÇADOR E NINGUÉM VIRÁ ME SALVAR****

“Não reaja!”
“Não faça nada!”
“Não acredite que você possa se defender!”

Dizem que uma mentira repetida várias vezes torna-se verdade. Os telejornais e demais veículos de imprensa (com raríssimas exceções) entoam esse mantra…todos os dias! Incutem, em mensagens subliminares (e outras nem tão subliminares assim) que somos ovelhas e assim deveremos continuar a ser.

Quantas reações já salvaram vidas? Quantas obtiveram êxito?
Não sabemos, pois não divulgam! Qual é o problema? De onde vem esta “ordem” que – praticamente- proíbe a divulgação de reações (armadas ou não) que obtiveram sucesso? Quem ganha com o “abatedouro” humano?
Quantos filhos, pais, mães, esposas, amigos teremos que perder pelo fato de nos acovardarmos frente aos absurdos que ocorrem no Brasil?

Segundo Matt Graham e seus 10 conceitos (explicados de forma brilhante pelo Esperandio) elencados no “alvo casa de matar”, a regra número um é clara, fria e afirma: REGRA #1 – Ninguém virá salvá-lo

Ninguem
Há necessidade em ser mais claro?

Partindo da regra #1, as demais são facilmente compreendidas, justamente a partir do momento em que “a ficha cai” e o aluno compreende que quando “a merda bate no ventilador” as únicas saídas fisiológicas disponíveis, são: LUTE OU FUJA! Em ambos os casos, existe a possibilidade de êxito!

****24 HORAS NON STOP****

Conteúdo “direto e reto”.
Sem enrolações, achismos, pirotecnias ou suposições inócuas. As coisas são como as coisas são, e a ementa deste curso traz justamente isso, o necessário para sobreviver!

Este curso objetiva capacitar o cidadão comum a defender seu lar e sua família de ameaças que venham a invadir sua residência. Os tópicos abordados trabalham com manipulação básica de arma de fogo, tiro a curta distância, combate em recinto fechado, combate corpo-a-corpo, atendimento pré-hospitalar em combate e técnicas de combate em baixa luminosidade com o uso de lanterna. O curso possuí um formato “FULL TIME”, sendo realizado durante vinte e quatro horas ininterruptas, sendo assim a aplicação dos exercícios práticos serão realizados durante o período noturno, simulando o horário mais próximo da realidade para uma invasão domiciliar.

TEMAS ABORDADOS
01. Combat Mindset (Mentalidade de Combate);
02. Ciclo OODA e Sistema de Cores Jeff Cooper; Lei de Hicks
03. Evitando confronto armados (Plano de Fuga);
04. Análise e Avaliação do cenário (Plano de Combate)
05. Manuseio de arma curta e posições táticas da arma;
06. Princípios e Regras do Combate em Recinto Fechado aplicados ao combate individual;
07. Técnicas de varreduras e busca por ameaças;
08. Utilização de abrigos e coberturas;
09. Combate Corpo-a-corpo;
10. Aplicação dos Protocolos de Atendimento Pré-hospitalar em Combate;
11. Princípios do Combate em Baixa Luminosidade;
12. Técnicas de utilização de lanterna.
13. Exercícios Force-on-force em cenários interativos.

O conteúdo supracitado foi dado, de A à Z, durante as vinte e quatro horas ininterruptas de curso. Sim, iniciou às 8h do sábado e finalizou praticamente às 8h de domingo. Pausas curtas para café (coffe break), almoço e jantar.

E é aqui, neste momento do post que começo mandar às favas a imparcialidade (lembra-se lá no início do texto? então…): A vibração do corpo docente (professores) e vontade em repassar o melhor era latente! Durante as 24 horas o comprometimento foi completo, ímpar, com o vigor necessário para manter os alunos acordados e a mil!
Que tal instrução de combate corpo à corpo às 1 da manhã? Com todos realizando a atividade proposta pelo professor, suando em bicas (mesmo no frio blumenauense) e dando o máximo de si?

13737710_683982101751918_3810595835999738333_o

Com uma postura dessas, advinha o que aconteceu? Alunos interessados e dispostos até os momentos finais (onde o cansaço e frio já faziam-se presentes).

Como se tudo isso não bastasse, pegue os conceitos aprendidos, as técnicas apresentadas e aplique-as num cenário interativo e orgânico, onde uma casa real foi utilizada como “pano de fundo” para a aplicação do que foi absorvido pelo aluno. Cansaço, frio e o stress da atividade (e da interação com os “atores e cenário”) ditaram o ritmo! Do c4r*lho!

 

 

****DESMISTIFICANDO****

E se muita coisa que você aprendeu do mundo “tacticool” estivesse datada e ultrapassada? E se todo aquele papo, que traziam  “dogmas da verdade concreta e absoluta” ruíssem – como castelos de cartas ao vento?

Torniquete?
Poder de Parada?
Como neutralizar a ameaça?
Fugir é para covardes?
Defesa para faca?

Tudo lá, cada um deles com seus paradigmas devidamente quebrados e  justificados; demonstrados todos os pingos nos i´s. Século 21 meus amigos…homem mandando sondas para Marte, e você repetindo velhos dogmas e “verdades absolutas”… 😉

13710439_683979918418803_1591651997001074689_o                                                                Torniquete – Vilão ou herói? 😉

 

13732016_683979285085533_3679984187507799196_o

 

****QUASE LÁ****

Estamos quase finalizando esta postagem, caro leitor, mas antes eu preciso agradecer e parabenizar;

  • Ao meu amigo Esperandio; muito obrigado pelo comprometimento, por sua didática impar e prazer em ensinar. És um guerreiro dos dias modernos! Um abnegado que incentiva não apenas a mim (sempre deixei claro isso), mas a todos àqueles que estão a sua volta! Não atoa chegou onde está (e há muito ainda o que conquistar, tenho certeza disso!). Não imagina minha felicidade em ter no HOME DEFENSE conceitos do meu “mentor gringo” (Matt Graham) trazidos pelo meu “mentor brazuca”. 😀
  • A todo corpo docente: Sabino, Peron, Zahn – Vocês fazem a mágica acontecer! O cuidado com que ministraram as instruções, a atenção aos detalhes da execução, a simpatia e didática são dignas de nota 11! Nada é por acaso, meus caros! Parabéns por estarem onde estão, sinto-me um privilegiado (de verdade!) por estar aprendendo como vocês! Muito obrigado!
  • Ao Baga: Seu trabalho abrilhanta -ainda mais- o conteúdo diferenciado. A escolha do local, a preocupação com as fotos, filmagem, divulgação e todo suporte foram – e são – fundamentais. Ver você vibrando é ter a certeza de que está lá de corpo e alma. Parabéns!
  • A logística e demais do STAFF – Compromisso é a palavra. Tudo estava onde deveria estar, no momento certo. Pra não falar no coffe break (aqueles sanduíches!) bacana e muito gostoso! Sem os bastidores dando suporte, o principal não acontece!
  • Aos alunos: Doação foi a palavra chave; 24 horas sem reclamação, sem moleza e com participação “full”. Essa foi a tônica do negócio! Obrigado a cada um, serviram de incentivo e motivação durante todo o curso! Hurra!

 

13735170_683977258419069_3369374345302952215_o

 

 

 

****FINALIZANDO****

Eu poderia ter descrito o conteúdo e conceitos passados, mas não seria justo. Não seria justo com você, caro leitor, porque nada do que eu colocar nestas linhas poderão trazer, sequer, a mínima experiência de tudo que foi passado. Convido a você, tão logo seja possível, que venha e faça, se dê o direito de participar de tamanha e relevante experiência.

Seja por você, por sua família ou pelos demais, faça. Comprove e tire suas próprias conclusões!

E, de tudo o que foi passado, o que fica – no meu ponto de vista – é que não importa a arma (fogo ou não), os ofendículos dispostos em sua casa, as câmeras e demais recursos se você –  ser humano – não introjectar a mentalidade de caçador; onde esta sim, fará toda a diferença, afinal:

“Numa briga de dois caras, onde um está segurando o pescoço do outro com força, o que você faz?”
“Eu? Eu aperto mais forte ainda…”

Como dizem por ai: “entendedores, entenderão! 😉

13701028_683982108418584_412788712741521216_o

Força & Honra!

TACTICAL ROOM
Dinamismo I Integridade I Mentalidade

By | 2016-07-29T03:00:36+00:00 julho 29th, 2016|8 Comments

About the Author:

8 Comments

  1. Charles Monteiro Santos 6 de abril de 2017 at 23:10 - Reply

    Parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido, obrigado.

    • admin 23 de abril de 2017 at 14:25 - Reply

      Obrigado pela força, Charles! 😀

  2. Gadé 16 de agosto de 2016 at 19:10 - Reply

    Show de Bola a Matéria.

    • admin 22 de agosto de 2016 at 20:59 - Reply

      Obrigado, amigo!
      Continue conosco e nos ajude a divulgar o projeto TACTICAL ROOM!

      Abraço!

  3. Rafael Dias 29 de julho de 2016 at 14:51 - Reply

    Parabéns pela palavras Aranha !! Sem dúvida foi um momento ímpar para todos os participantes !! Também recomendo a todos realizarem o Home Defence !!

    • admin 22 de agosto de 2016 at 21:02 - Reply

      Valeu, Rafael!

      Forte abraço!

  4. Bagattini 29 de julho de 2016 at 14:20 - Reply

    Meu caro amigo Aranha, obrigado por suas palavras e fico imensamente feliz e grato.
    Todos os envolvidos se dedicam muito e vibram demais com cada parte que lhes cabem, por isso, talvez, consigamos dar o melhor de si. E saber que nosso trabalho resulta em uma experiência única e inovadora para cada um que se predispõe em participar dessa experiência de vida, é extremamente gratificante. Como diz nosso parceiro Esperandio, fazemos como se fosse para nós mesmo, pensamos em cada detalhes, como eu gostaria que fosse. URRAAA ETC TEAM!

    • admin 22 de agosto de 2016 at 21:02 - Reply

      Valeu, Baga!
      Vamos em frente, TMJ!

      Abração!

Leave A Comment